terça-feira, 23 de março de 2010

Armas silenciosas de Controle Global : PARTE II


Indução económica:


Um inductor eléctrico tem uma corrente eléctrica como primeiro fenómeno, e um campo magnético como segundo fenómeno (inércia). Corresponde a isto, um inductor económico a um fluxo de valor económico como primeiro fenómeno, e um campo de população como segundo fenómeno de inércia

Quando o fluxo de valor económico (isto é o dinheiro) diminui, o campo de população humana desaparece com o objectivo de permitir ao valor económico de seguir circulando (caso extremo: guerra).



Amplificadores económicos:
<>A forma a mais simples de amplificador económico é um instrumento chamado publicidade.


Se uma publicidade televisiva se dirige a uma pessoa como se ela tivesse 12 anos de idade, então, em razão da sugestibilidade, ela terá, com uma verdadeira probabilidade uma resposta ou uma reacção tão desprovida de sentido critico que aquelas pessoas com uma idade de 12 anos.



< style="color: rgb(255, 204, 153);">Consentimento, a primeira vitória: <>
Um sistema de arma silenciosa opera a partir de dados (informação) obtida de um publico dócil por meios legais. Tanta informação se acha disponível para os programadores de sistemas de armas silenciosas através do Internal Revenue Service. (Ver Estudos na Estrutura da econômica americana para uma lista de fontes I.R.S.)

A informação consiste na entrega obrigatória de dados bem organizados conteúdos nos formulários de impostos federais ou nacionais, colectados, sistematizados, e apresentados pelos mesmos pagadores de impostos e os empregados.


Ademais, o número de tais formulários submetidos à I.R.S. é um indicador útil do consentimento do publico, um factor importante na tomada de decisão estratégica. Outras fontes de dados são expostos na curta Lista de inputs.


Os coeficientes de consentimento são um feedback numérico indicando o estatuto ou grau da vitória. Base sicológica: Quando o governo é capaz de colectar ou arrecadar os impostos e de dimensionar a propriedade privada sem justa compensação, é uma indicação que o publico esta maduro para render-se e consentir sua posta em escravatura e a seu submetimento legal. Um bom indicador, facilmente quantificável, de tempo mas duros no futuro é o numero de cidadãos públicos que pagam um imposto sobre lhe ingresso ante uma carência evidente de reciprocidade ou de serviço honesto por parte do governo.



< style="color: rgb(255, 204, 153);">Diversão, a primeira estratégia:


< style="color: rgb(204, 204, 255);">A experiência mostrou que o método mais simples para voltar eficaz uma arma silenciosa é ganhar o controle do publico é de manter o publico ignorante dos princípios básicos dos sistemas por um lado, sempre levando-lhe à confusão, desorganização, e distraído com temas sem importância real por outro lado.

Isto é obtido com:


1 - descomprometiendo suas mentes e espíritos ; saboteando suas atividades mentais; Provendo programas educativos de baixa qualidade em matemáticas, lógica, desenho de sistema e economia, e desmotivando a criatividade.

2 - Comprometendo as suas emoções, aumentando o seu egocentrismo e o seu gosto pelas actividades emocionais e físicas :

a) - multiplicando as suas confrontações e ataques emocionais (violação mental e emocional) por meio de um estanque constante de violência, de guerra, de sexo nos meios de comunicação social - em particular a TV e os jornais.

b) - dando-lhe o que eles desejam - em excesso - "junk food" para o espírito, e privando-lhe do que realmente precisam.

3 - Reescrevendo a história e a lei, e submetendo ao publico a distrações, de forma a ser capaz de deslocar seus pensamentos sobre suas necessidades pessoais para prioridades externas altamente fabricadas (artificiais).


Silvio: Programas de baixo nível como aqueles na tv de infedilidade em directo, instalam a insegurança na mente das pessoas, programas de piadinhas ordinárias e sem graça distraem as massas, tornando-as distraídas dos problemas da vida e das maquinações do governo.


Resumo da diversão:
<> <>
Meios de comunicação: Manter o atendimento do publico adulto distraído, longe dos verdadeiros problemas sociais, cativando-o com temas sem importância real.


Ensino: Manter ao publico ignorante das verdadeiras matemáticas, da verdadeira economia, da verdadeira lei, e da verdadeira história.
<>

Trabalho: Manter o publico ocupado, ocupado, ocupado, sem tempo para pensar, de volta à granja com os demais animais.



< style="color: rgb(255, 204, 153);">Fazem isto Para obter: isto

Manter o publico ignorante: Menos organização publica

Criar preocupação e inquietude: Menos defesas

Atacar o núcleo familiar: Controlar a educação da juventude

Reduzir a liquidez e dar mais créditos ou indenizações : Mas deixar fazer, deixar passar e prover-se de mais dados
<>
Conformismo social Simplicidade na programação informática

Minimizar as queixas contra os impostos Máxima quantidade de dados económicos, mínimos problemas restritivos

Estabilizar o consentimento Simplicidade dos coeficientes

Estabelecer condições-marco Simplicidade dos problemas, solução das equações diferenciais

Apertar as agendas Menos defasagens e borrosidade nos dados obtidos

Maximizar o controle Resistência mínima ao controle



< style="font-weight: bold;">O que se investiga de cada cidadão:<>


Fontes de informação gerais:

*

escutas telefónicas
- vigilância- análise do lixo
- comportamento dos meninos/meninas na escola colégio
*

Nível de vida segundo:

*

alimentação
- vestimenta
- alojamento
- meios de transporte
*

Contactos sociais:

- telefone (gravação dos telefonemas registrados)
- família (certificados de casal, de nascimento, etc...)
- amigos, sócios, etc.
- adesão a associações
- afiliação política

A impressão do papel pessoal


Costumes pessoais de compra:

*

cheques bancários
- compras por cartão de crédito
- compras por cartão de crédito "marcado" - associação do cartão de crédito com código de barra dos produtos (Ou.P.C. - Universal Product Code)
*

Posses (ativos):

*

conta corrente
- caixa de poupança
- deposito em caixa forte de banco
- buissnes
- automóveis
*

Debilidades (passivos):

*

empréstitos, créditos de consumo
- inimigos (ver fontes legais)
*

Fontes governamentais:

*

Ajudas sociais
- Segurança social
- Indeminizações ou subsídios de desemprego
- Subvenções e bolsas
- Serviço de Rendimentos Interno
- OSHA
- Censos
- etc.
*

Outras fontes governamentais:

- Vigilância do correio postal


Comportamentos adaptativos:
<>

*

consumo de álcool
- consumo de drogas
- entretenimento, espetáculos
- fatores religiosos influenciando o comportamento
- outros métodos para escapar à realidade
*

Sensibilidade política:

*

convicções
- contatos
- posição
- forças / debilidades
- projectos / actividades
*

Imputs legais - controle do comportamento:

- registo dos tribunais
- processos verbais (policiais)
- infracções de transito
- denúncias feitas à polícia


Criação de situações controladas, manipulação da economia e da sociedade

- oferecer oportunidades
- destruir oportunidades
- controlar o meio económico
- controlar a disponibilidade de matérias primas
- controlar o capital
- controlar as taxas bancárias
- controlar a inflacção da moeda
- controlar a posse da propriedade
- controlar a capacidade industrial
- controlar a fabricação
- controlar a disponibilidade dos bens de consumo
- controlar o preço dos bens de consumo
- controlar os serviços, a força de trabalho, etc.
- controlar os pagamentos aos servidores públicos de governo
- controlar as funções jurídicas
- controlar as bases de dados pessoais
- controlar a publicidade
- controlar o contacto com os meios
- controlar o material disponível para a recepção de sinais TV
- distrair o atendimento dos problemas reais
- fomentar as emoções
- criar desordem, caos e alinhamento mental
- controlar a elaboração de formulários de impostos mais detalhados
- controlar o armazenamento de informação
- desenvolver análise e perfis psicológicos sobre os indivíduos
- controlar os factores sociológicos
- controlar as possibilidades de riqueza
- fazer do débil uma presa
- neutralizar lhes forças
- succionar a riqueza e a substância



O comportamento do publico é dominado pelo medo, a flojera e a facilidade. Isto é a base do estado de providência enquanto arma estratégica, útil contra um publico indigesto.


Acção- Ofensiva


A maioria das pessoas quer ser capaz de submeter e/ou de matar outros seres humanos que molestam ou perturbam suas vidas cotidianas mas eles não querem enfrentar os problemas morais e religiosos que um tal acto da sua parte poderia gerar.

Em conseqüência, eles asigan o trabalho sujo a outros (incluindo a seus próprios filhos) como para manter o sangue afastado das suas mãos. Eles extasíam-se ao salvar-se animais de humanos e depois sentam-sediantes dum delicioso hambúrguer num bar repintado de alvo abaixo na rua e fora da vista dos demais .


Mas ainda mais hipócrita, eles pagam impostos para financiar uma associação de profissionais de homens celebres colectivamente chamados políticos, e depois queixam-se da corrupção no governo.


Já que a maioria do publico ordinário não exercerá um restrição, há duas alternativas para reduzir a inductabilidade económica do sistema :


1.

Deixar o povo matar-se na guerra, o que teria como único resultado a destruição total da vida sobre a terra.


2) Tomar o controle do mundo por meio da utilização de " armas silenciosas " económicas, sob a forma de uma "guerra calma", e reduzir a inductabilidade económica a um nível seguro, mediante um processo de escravatura e de genocídio



Algumas citações para meditar...

"Em política, nada ocorre por acaso. Cada vez que um acontecimento surge, pode-se estar seguro que foi previsto para levar-se a cabo dessa maneira."

Franklin D . Roosevelt
Presidente dos Estados Unidos (1933 a1945)


"O mundo divide-se em três categorias de gentes : Um muito pequeno número que produz acontecimentos, um grupo um pouco maior que assegura a execução e mira como acontecem, e por fim uma ampla maioria de não sabe nunca o que ocorreu em realidade "

Nicholas Murray Butler
Présidente da Pilgrim Society, membro da Carnegie, membro do CFR (Conselho para as Relações Externas, Council on Foreign Relations)



Números para reflectir:


Segundo um Relatório do Programa das Nações Unidas pelo Desenvolvimento (PNUD):

As 3 pessoas mais ricas do mundo são tão ricas como os 48 países mais pobres.


A riqueza das 84 pessoas mais ricas do mundo supera o produto interno bruto da Chinesa com os seus 1,2 Mil Milhões de habitantes.


As 225 pessoas as mais ricas dispõem de uma fortuna equivalente ao rendimento anual acumulado do 47% do total de indivíduos mais pobres do planeta, isto é mais de 3 Mil Milhões de pessoas.


Segundo o mesmo organismo de Nações Unidas, seria suficiente menos de 4% da riqueza acumulada destas 225 maiores fortunas mundiais (avaluado em mais de 1.000 Biliões de dólares) para dar a toda a população do planeta acesso às necessidades básicas e acesso aos serviços elementares: saúde, educação, alimentação.


Informe ONU - PNUD 1998 - disponível em Economica, 49, rue Héricart, 75015 Paris



Nos Estados Unidos, os mais 100 importantes Chefes de empresa (Gerentes Gerais) ganham cada um de média 1000 vezes mais do que os seus empregados "ordinários".


Em 2002, George W. Bush decidiu um aumento dos gastos militares de 40 Mil Milhões de dólares.
Este só aumento do orçamento militar americano representa exatamente a quantidade de dinheiro necessário para resolver definitivamente o problema da fome no mundo. (segundo estimações da ONU)


Fonte: http://perso.wanadoo.fr/metasystems/ES/Topics.html
<>
Tradução para português e comentários adicionais : Silvio , realidadeoculta.com

Nenhum comentário:

Veja Também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Edna MarS"