sexta-feira, 16 de abril de 2010

Aquecimento Global aumenta casos de pedra nos rins.



A subida das temperaturas globais pode provocar um aumento do número de pessoas afectadas por pedras nos rins, de acordo com um estudo realizado por cientistas norte-americanos.







Os investigadores sustentam que, até 2050, o aquecimento global poderá ser responsável por entre 1,6 milhões e 2,2 milhões de novos casos de pedras nos rins porque os climas mais quentes podem provocar desidratação, considerada uma das principais causas dos cálculos renais.

«Este estudo é um dos primeiros exemplos do aquecimento global a causar uma consequência médica directa para os humanos», afirmou Margaret Pearle da Universidade do Texas, que liderou o estudo.

Os casos de cálculos renais são mais comuns nas zonas mais quentes do sudoeste dos Estados Unidos, nomeadamente nos estados do Alabama, Arkansas, Flórida, Geórgia, Louisiana, Mississipi, Carolina do Norte, Carolina do Sul e Tennessee, uma região conhecida por "cinturão das pedras nos rins".

Os cientistas acreditam que essa região poderá alargar-se às cidades do noroeste, em torno de Nova Iorque, Virginia e Washington.

Segundo o co-autor da pesquisa Yair Lotan, um professor assistente de urologia, as estimativas em que o estudo se baseia podem vir a sofrer alterações.

«Isto significa que as coisas podem não ficar tão más como previmos», afirmou, «ou pode ser que haja ainda mais casos de pedras nos rins do que os nossos modelos nos dizem».

O estudo foi publicado na revista científica "Proceedings of the National Academy of Sciences".

Nenhum comentário:

Veja Também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Edna MarS"