sexta-feira, 25 de junho de 2010

[Gasparetto RJ ] Evento "As Mensagens da Água"‏

Olá amigo!

O Espaço Vida & Consciência Rio convida para o evento do Dr Masaru Emoto. Nós também estaremos lá, com livros e cds do Gasparetto.

Você pode adquirir seu ingresso aqui em nosso Espaço!
GLORIA_RJ:
Espaço Vida & Consciência
(Centro de Estudos Gasparetto)
Rua Santo Amaro ,119
(021) 3509-0200

Até lá,

Equipe Vida & Consciência Rio.








Participem!

Abraços Harmoniosos a Todos!

Edna Santana
ARTFORUM SP
Grupos Artforum Brasil
* Depto de Arte, Cultura e Exposições

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Espetáculo Teatral- "Um dia Voce vai entender" - Em Cartaz*



Pessoal, estreamos o espetáculo Um dia você vai entender em 12/06 no Teatro Brigadeiro, Avenida Brigadeiro Luiz Antonio, 884 Bela Vista. ficaremos em cartaz lá de 12/06 à 10/07 sempre aos sábados as 17:00 horas. O ingresso na bilheteria do teatro e no site Ingresso.com custa R$30,00 reais inteira e R$15,00 meia, imprimindo esse flyer em anexo e apresentando na bilhetria você paga R$10,00 reais.



Espetáculo Teatral Um dia você vai entender





Em cartaz a partir de 12 de junho, no Teatro Brigadeiro, o espetáculo Um dia você vai entender fala do desejo e amor homossexual, aborda a reação aflita dos pais na fase de descoberta da orientação sexual de seus filhos, discute a homofobia no ambiente escolar e apresenta as diversas variações do comportamento sexual humano, mas, principalmente, salienta a importância do amor independentemente da condição sexual do indivíduo.


Com direção de Filipe Lima e texto de Kiury, a peça é realizada pela Cia teatral Impacto em parceria com a Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo (APOGLBT0).


A temporada de “Um dia você vai entender” vai de 12 de junho a 10 de julho, sempre aos sábados, às 17h, no Teatro Brigadeiro (Avenida Brigadeiro Luís Antônio, n° 884, Bela Vista). Ingressos a R$30,00 e R$15,00 (meia-entrada).


Ficha Técnica
Direção: Filipe Lima
Dramaturgia: Kiury



Elenco: Bruno Akimoto; Daniel Ricca; Danilo Silva; Iara Coutinho; Mario Kawata; Natalia Bruscato; Renata Perón; Scoth Phelps e Vanessa Garcia



Figurino: Wellington Mendes



Maquiagem:Teph Bergmann



Cenografia: Caroline Slapelis



Operação de luz: Elton Ramos



Operação de som: Teph Bergmann



Produção geral: Pierre Freitas



Atenciosamente,



Filipe Lima
Direção e produção
11 6584-0925


ciateatralimpacto@hotmail.com

* A Arte e Voce Unidas pela Emoção*
Apoio: GRUPOS ARTFORUM BRASIL & ARTFORUMBLUELIGHT

Edna MarS
*Diretora Artforum Brasil XXI
Saude/Cultura/Ecologia - SP/RJ
www.artforumunifuturobrasil.org

*Universidade Planetária do Futuro
http://projetoartforumuniversidade.blogspot.com
Depto de Saúde Publica e Humanitária

*Assine: Manifesto Verde pela Paz da Humanidade e do Planeta:
http://www.cidadeartesdomundo.com.br/MV.html

*ArtforumBlueLight:
http://ednamars.blogspot.com

*AACD-Assoc. de Assist. à Criança Deficiente
http://comunidadeaacd.ning.com/profile/EdnaMarS

sábado, 12 de junho de 2010

Feliz dia dos Namorados♥

Bom dia!!!
Hoje é 12 de Junho...
Mesmo se só ou acompanhado!o importante é Amar!
Ame a tudo! Ame a Vida! sobretudo Ame a voce mesmo!

Feliz dia dos Namorados!



Abraços carinhosos!
Edna MarS♥

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Uma pausa para o Chá!




Me dou muito bem com as plantas de um modo geral, e é com dedicação que cultivo o hábito de aprender com elas, como se assim pudesse desvendar os segredos guardados na terra e nas sementes. Na prática, este aprendizado me rendeu alguns frutos, alguma experiência, que gostaria de compartilhar com vocês.

Ter um jardim em casa é muito mais fácil do que parece. Mesmo se você mora num quitinete apertado e não leva muito jeito para lidar com espécies vegetais. Encontre uma com seu perfil, escolha um tipo de planta que combine com você, experimente. De cactos a violetas, de orquídeas a samambaias, a presença de vegetação pode tornar sua casa muito mais saudável.

Algumas plantas funcionam como filtros naturais da poluição doméstica, aquela que é gerada por produtos de limpeza, tabaco, fuligem etc. Ráfias, dracenas, filodendros cumprem bem esta função; também as trepadeiras como o jasmim e o guaco limpam o ar e perfumam o ambiente. Não é o máximo ?


Cultive chás e temperos


Várias espécies vegetais são usadas, há milhares de anos, para diversas finalidades: calmantes, estimulantes, cicatrizantes, antissépticos, anestésicos; para afinar o sangue, para encorpar a alma…

Dentre as mais comuns estão as mentas, o alecrim, o manjericão, o orégano, a camomila, a sálvia, o funcho, a pimenta; completamente incorporadas na nossa culinária. São de fácil cultivo embora precisem de muita claridade e, se possível, algumas horas de sol todos os dias. Podem ser plantados em vasos ou floreiras, até mesmo em embalagens reutilizadas, e depois transformadas em aroma e sabor, nas infusões e nos molhos.

A menta, ou hortelã, merece um vaso maior, bem drenado. Serve como estimulante estomacal, redutor de flatulências, vermífigo para crianças e ainda tem poderes de expectoração. Existem muitos tipos diferentes, com pequenas variações na intensidade, todas porém mantém sua característica refrescante.

Manjericão, orégano e manjerona: o trio tempero italiano não pode faltar na sua cozinha. O manjericão, ou alfavaca, é bastante resistente e não decepciona um jardineiro iniciante. Pega facilmente a partir dos galhos novos de plantas adultas, e pode viver até dois anos. Suas pequenas flores são visitadas por abelhas e sua ação antirreumática tem despertado o interesse de cientistas.

O orégano e a manjerona exigem um pouco mais de cuidado, devem ser podadas ou replantadas anualmente, após a floração; como o alecrim, não resistem a solos encharcados, espaços mal-ventilados e sem insolação.



Poderia passar horas discorrendo sobre as ervas e seus poderes medicinais, quase mágicos, mas na prática gostaria de incentivá-los a manter um jardim diversificado e útil, ao mesmo tempo, aromático e medicinal.

Devemos começar a valorizar o meio ambiente em nossas casas, cultivando a diversidade, e experimentando o contato com a terra. O resultado é descobrir o prazer ancestral de dar vida a uma semente, e depois, colher seus frutos.

Horta doméstica



Hortas, de um modo geral, exigem cuidado redobrado: terra adubada, espaço para o crescimento das raízes, e principalmente sol, muito sol. Comece com rabanetes, que dá para colher em 28 dias; pesquise sobre espécies que podem e devem ser plantadas no mesmo canteiro: alelopatia.

No meu sítio fiz uma experiência bastante gratificante plantando morangos e alho, na Sexta-Feira Santa, como manda a tradição. É incrível como este conceito interfere no desenvolvimento e na produção de cada indivíduo. Plantas amigas, inimigas, como assim? Mas é assim mesmo, basta botar reparo e você verá que existe uma relação entre elas, e cada vez mais este conhecimento vem beneficiar nossas colheitas. Atualmente, cultivo morango em vasos – com o frio estão prestes a florir –, aliás, ele é uma excelente opção para canteiros suspensos e ensolarados.

Para encerrar, vale saber que existe muito mato comestível por aí, destaque para as nativas beldroega, azedinha e serralha. Ricas em ferro, rústicas até não poder mais, hoje em dia quase não se conhece. A serralha, por exemplo, nasce em abundância nas calçadas mal-cuidadas, é rica em vitaminas A, D e E, além de fortalecer o sistema nervoso. O mesmo vale para a azedinha e a beldroega, ingredientes da culinária caipira tradicional que beneficiam a nossa saúde.


E certamente porque as ervas fazem tão bem para saúde que os laboratórios investem em pesquisar seus princípios ativos, para sintetizá-los em medicamentos, patenteando o conhecimento dos nossos antepassados e cobrando royalties por isso.

Biopirataria
Este assunto é tão grave que não pode ser tratado em um parágrafo, então deixo aqui apenas uma menção, uma sementinha, para que se dê o devido valor à riqueza da diversidade que a flora brasileira oferece, antes que laboratórios estrangeiros o façam.

Exemplos de registros de marcas e patentes dos nossos recursos estão em toda parte: quebra-pedra, cupuaçu, espinheira-santa, açai, curare. É fundamental considerar a proteção da diversidade genética do nosso país como uma prioridade, e para isso é necessário que a conservação ambiental seja encarada com seriedade, por todos nós.

Fonte: Meio Ambiente-Carol Ribeiro
Ilustração: Edna MarS*

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Participem! Festa Junina na AACD - SP



Evento será realizado em 12 de junho e a renda será revertida para o tratamento das crianças atendidas pela associação

Já em ritmo de São João, a AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) promove sábado, 12 de junho, a Festa Junina Solidária 2010 com diversas atrações. E com um diferencial: o tema é a Copa do Mundo.
Realizado há 10 anos, o objetivo do arraial da AACD é arrecadar fundos para o tratamento das crianças. "A verba é voltada para fomentar ainda mais os trabalhos de prevenção, habilitação e reabilitação de pessoas com deficiência física, além de favorecer a inclusão social desses jovens", explica Celia Costa, coordenadora da administração do Voluntariado.
Além de comidas típicas e brincadeiras com preços convidativos, de R$ 1 a R$ 3, o evento contará também com shows musicais de samba e sertanejo. Já o momento mais aguardado, a tradicional quadrilha, formada por 40 crianças atendidas pela instituição, será apresentada duas vezes, às 14 e às 15 horas.
Nas barracas de alimentação, os visitantes encontrarão mini-pizza, linguiça na brasa, macarrão, cachorro-quente, pão recheado de carne, berinjela, pipoca, algodão-doce, quentão, vinho-quente, doces, sorvetes, refrigerantes, milho e pão de queijo. Já nas barraquinhas de brincadeira, pesca, frango na panela e boca do palhaço. "Vai ser divertido e tenho certeza de que vamos superar o sucesso das edições anteriores", conclui Celia.

A Festa Junina Solidária será na AACD Mooca, na rua Taquari 549, das 10 às 17 horas. A entrada é gratuita.

Fonte: Portal Vida Mais Livre

sábado, 5 de junho de 2010

A UNIVERSIDADE PLANETÁRIA Comemora o dia Mundial do Meio Ambiente e Ecologia

sexta-feira, 4 de junho de 2010

A Universidade Planetária comemora o Dia do Meio Ambiente e Ecologia
No dia 05 de junho comemora-se
o dia do meio ambiente e ecologia.





Nós, dos Grupos Artforum Mundi Planet, Artforum Brasil UNIFUTURO, Artforum Renaissance Vie Universelle e da Universidade Planetária do Futuro - U. P. F. lamentamos, profundamente, um dos maiores desastres ambientais e ecológicos marítimos. O ocorrido no Golfo do México já tem gravíssimos e irreparáveis danos ao planeta! Lamentável!


a>
ARTFORUM BRASIL VERDE + 10
Preservar, cuidar, respeitar e amar.



Golfo do México visto do espaço,
onde aconteceu o vazamento de óleo. (NASA)
O dia do Meio Ambiente foi criado em 1972, a partir de um encontro promovido pela ONU (Organização das Nações Unidas), com o objetivo maior de promover debates sobre temáticas e assuntos ambientais relacionados ao nosso planeta.

Este encontro da ONU reuniu 113 países e 250 organizações não governamentais, na chamada Conferência das Nações Unidas. Todos os participantes seguiram uma pauta que tinha como foco:
-A degradação que o homem tem causado ao meio ambiente
-Os riscos para sua sobrevivência
-A diversidade biológica
-A preservação do meio ambiente
Nessa conferência foram criados diversos documentos relacionados aos problemas do meio ambiente, na perspectiva de uma contribuição ao mundo. Foi organizado um plano de ações que deveriam ser seguidos pelos governos e pela humanidade.


Imagem da NASA Katrina sobre o Golgo do México
O dia do meio ambiente promove centenas e milhares de discussões sobre diversos temas, como a questão crucial das águas do planeta, sobre o solo, poluição, devastação das florestas, dos animais terrestres e marítimos, a destruição da camada de ozônio, das florestas, como o caso da Amazônia, por exemplo, além das políticas dos governos diante dos agravamentos ocorridos neste ano de 2010, com os diversos desastres ambientais no Brasil, no Haiti, no Peru, na Ilha da Madeira, e em tantos outros países, e por último, a devastação e problemas de ordem econômica causado pelo vulcão da Islândia.


Foto da internet
Plataforma de Petróleo.
S.O.S. NATUREZA
Se não houver cuidados extremos as grandes indústrias poderão provocar mais desastres ecológicos e ambientais... Estamos sendo testemunhas da falta de cuidado extremo com a natureza...


O homem matando a natureza...
Em 1974, o Brasil iniciou programas de preservação ambiental, através da Secretaria Especial de Meio Ambiente, para divulgar informações e conscientização sobre a responsabilidade de cada um de nós sobre nossos deveres com a natureza.

Infelizmente, nos dias atuais, os Grupos e Setores que representam o mundo não conseguiram ainda, uma solução e políticas mais abrangentes para a preservação da natureza e do meio ambiente. A cada vez nos damos conta que o planeta não precisa de nós, e sim nós humanos precisamos do planeta. Temos que renovar nossa consciência diante das políticas ecológicas governamentais e dos projetos e alternativas tecnológicas propostas e desenvolvidas pelas organizações da sociedade civil, de grupos, universidades e dos cidadãos que estão comprometios com a ecologia humana, social e ambiental.

A política de reaproveitamento do lixo, por exemplo, é um dos mais importantes meios de preservação do nosso meio ambiente. Mas os investimentos são muito caros, e as medidas adotadas, em sua maioria, ainda precisam ser sistematizadas, para evitar as contaminações decorrentes dos lixos urbanos e dos agrotóxicos.

Devemos exercitar nossa cidadania planetária e elevar as nossas relações com a Mãe Natureza. Todos nós cidadãos devemos continuar fazendo a "Nossa Parte"! Cada um de nós têm projetos, metodologias, forma de demonstrar amor à natureza e contribuir para a construção de caminhos, na perspectiva de um mundo melhor, justo e de preservação da natureza do nosso planeta.


Sejamos Mais que UM, sejamos Mais que DOIS, sejamos MILHÕES! O futuro nos espera e nele estará registrado tudo o que fizermos pela paz, transformação da sociedade e por um "Planeta Vivo"!

Vamos transformar a Universidade Planetária do Futuro, também, em um importante "Parlamento do Meio Ambiente e Ecologia Social", como resultado dos nossos projetos desenvolvidos nas comunidades que criamos no Orkut, em abril de 2007, além do Fórum de Mulheres pela Paz do Planeta.

Comunidades:
*"Escola Ecologia Mandala – Zen"
*"Parlamento de Meio Ambiente e Ecologia Social"
*"Anjos protetores do Planeta".
*"Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta".
Esses roteiros metodológicos e projetos foram criados e estão sendo desenvolvidos através do Programa Universidade Aberta do Futuro "Telhados
do Mundo" - 10 anos, que por sua vez foi o método dos Grupos Artforum Mundi Planet e Artforum Brasil XXI UNIFUTURO, para chegarmos ao "Projeto Universidade do Futuro", que recebeu dos seus fundadores, o nome de "Universidade Planetária do Futuro".

Desejamos que nosso amor à humanidade, à natureza e aos animais seja uma ponte especial de novas conexões, novos diálogos e parcerias éticas, que nos ajudarão a construir trilhas e caminhos para um Novo Mundo Melhor. Essa ponte nos ligará ao futuro, onde estaremos representados pelos nossos descendentes e os descendentes da humanidade brasileira e de outras regiões do mundo!

Brasil, 05 de julho de 2010
anafelixgarjan@gmail.com
Presidente da Universidade Planetária do Futuro
artforum.universidadeplanetária@gmail.com
.
Cidade Artes do mundo:
www.cidadeartesdomundo.com.br
Artforum Mundi Planet e Arforum Brasil Unifuturo
www.artforumunifuturobrasil.org
Fórum Internacional de Mulheres do Futuro pela Paz do Planeta
http://forumdemulheresdofuturo.zip.net/

Universidade Planetária
http://projetoartforumuniversidade.blogspot.com

***

Edna MarS
artforumbluelight@gmail.com
*Diretora Artforum Brasil XXI
Saude/Cultura/Ecologia - SP/RJ
http://www.artforumunifuturobrasil.org/

*ArtforumBlueLight:
http://ednamars.blogspot.com
*AACD-Assoc. de Assist. à Criança Deficiente
http://comunidadeaacd.ning.com/profile/EdnaMarS

*DICA:
Acesse JAZZMASTERS - O Melhor do Groove in Brazil:
http://www.jazzmasters.com.br/

*ELDORADO SOCIOAMBIENTAL:
http://blogs.estadao.com.br/eldorado-socioambiental/

Nova Orleans teme contaminação de manguezais por mancha de óleo



LOUISIANA, EUA (AFP) - Traumatizada pelas devastadoras inundações provocadas pelo furacão Katrina, há cinco anos, Nova Orleans teme agora pelos manguezais que protegem seu entorno, ameaçados pela mancha de petróleo que se aproxima.
PUBLICIDADE

Com bairros inteiros abaixo do nível do mar, a cidade do jazz está rodeada de diques e muros de contenção instalados ao longo do rio Mississipi e do lago Pontchartrain.

Mas o furacão Katrina de agosto de 2005 provocou várias rupturas nas barreiras de proteção, o que provocou a morte de quase 2.000 pessoas nessa cidade fundada há três séculos por imigrantes franceses.

Os diques funcionam como último escudo. Antes, estão os manguezais, que ajudam a tardar o avanço do mar.

Com a nova temporada de furacões já prevista, Nova Orleans poderá voltar a ser prejudicada com o aumento do nível do mar, tal como ocorreu há cinco anos. A cidade está localizada a cerca de 50 km da costa do Golfo do México.

Mas desta vez, a água vem com material tóxico para a fauna e para a vegetação: o petróleo que há mais de seis semanas vaza nas águas do Golfo.

"Poderemos ver petróleo na cidade de Nova Orleans", disse David Muth, chefe de administração de recursos da Reserva e Parque Histórico Nacional Jean Lafitte, onde se encontra a reserva de Barataria, a 20 km ao sul da cidade.

Trezentas espécies de plantas, assim como milhares de aves e sapos, habitam esses manguezais silvestres conectados ao mar por rios.

Esse frágil ecosistema funciona como um "amortecedor de furacões" para comunidades como a de Nova Orleans, afirmou Muth.

"No pior dos casos, o petróleo mataria as plantas, as raízes e depois o lugar desapareceria, como resultado da erosão", completou.

De toda forma, os manguezais da costa de Louisiana estão desaparecendo a ritmo frenético desde que os franceses começaram a construir diques ao redor do rio Mississipi em 1721.

Hoje, o quarto maior rio do mundo passa pela região deixando sedimentos nutritivos no fundo dos manguezais.

"Para permitir que os barcos passem, dragamos o rio Mississipi e mudamos a direção do rio. Não deixamos que os manguezais se nutram mais", lamentou Muth.

Como resultado, uma média de 65 km quadrados de manguezais desaparece a cada ano, o equivalente a um campo de futebol a cada 20 minutos, segundo o especialista do Golfo do México, Larry McKinney, da Universidade do Texas.

"Com o Katrina, 350 km quadrados dos manguezais desapareceram da noite para o dia. Nunca retornaram. Estão debaixo d'água agora", informou.

Muth espera que o petróleo derramado no mar depois da explosão da plataforma Deepwater Horizon a 80 km da costa de Louisiana, em 20 de abril, perca cada dia mais sua nocividade devido ao calor, à luz do sol, ao sal e às bactérias da água.

"Mas se uma grande quantidade de petróleo cobrir os manguezais, as plantas morrerão", alertou.

Dia Mundial do Meio Ambiente- 05/06/10




A importância desse dia tem precedentes. O meio ambiente e a ecologia passaram a ser uma preocupação em todo o mundo, em meados do século XX. Porém, foi ainda no séc. XIX que um biólogo alemão, Ernst Haeckel (1834-1919), criou formalmente a disciplina que estuda a relação dos seres vivos com o meio ambiente, ao propor, em 1866, o nome ecologia para esse ramo da biologia.

Celebrado de várias maneiras (paradas e concertos, competições ciclísticas ou até mesmo lançamentos de campanhas de limpeza nas cidades), esse dia é aproveitado em todo o mundo para chamar a atenção política para os problemas e para a necessidade urgente de ações.

Se há assunto que consegue igualar todas as pessoas nesse planeta é a questão ambiental: o que acontece de um lado, para bem ou para mal, vai sempre afetar o outro!

Nessa data, chefes de estado, secretários e ministros do meio ambiente fazem declarações e se comprometem a tomar conta da Terra. As mais sérias promessas têm sido feitas, que vão do be-a-bá ao estabelecimento de estruturas governamentais permanentes para lidar com gerenciamento ambiental e planejamento econômico, visando conseguir a vida sustentável no planeta.

Podemos, cada um de nós, já fazer a nossa parte para a preservação das condições mínimas de vida na Terra, hoje e no futuro, ou seja, investir mais naquilo que temos de valioso, que é a nossa inteligência, para aprender a consumir menos o que precisamos economizar: os recursos naturais. E é sempre bom lembrar que o Brasil, identificado como um dos nove países-chave para a sustentabilidade do planeta, já é considerado uma superpotência ambiental!

Fonte: IBGE

Veja Também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Edna MarS"